Questão de Forma

Quando a editora chefe da revista Glamour, Genevieve Field, resolveu publicar uma foto de Lizzie Miller nua (Imagem 1) e exibindo um corpo de silhueta mais realista do que a que costumamos ver na revista, não imaginou que a foto causaria tanto impacto. Semanas depois, Lizzie estaria no palco do programa da Ellen DeGeneres, com Crystal Renn e Kate Dyllon (Vídeo 1), revelando uma foto a ser publicada na próxima edição. O conteúdo da foto? Várias modelos plus size nuas (Imagem 2), tal e qual a icônica foto de Peter Lindbergh, que reunia Supermodels nuas em edição de 1991 da Vogue Americana (Imagem 3).

Há muito se discute uma forma de exposição saudável para o corpo feminino nas passarelas e publicações de todo o mundo, podendo ser o motivo comercial – afinal, mulheres com o corpo fora do padrão também gostam de se vestir com aquilo que veem na rua – ou funcionar como forma de poder de escolha e liberdade. A moda caminha para um estado intimista e democrático: se podemos escolher peças que mais nos agradam, porque não o corpo que mais nos agrada?

É claro que todo o editorial da Glamour tem um conteúdo de certa forma politicamente correto, que o torna maçante. Porém, chega hoje às bancas a nova edição da revista V ou Visionaire Size Issue (Imagem 4). No conteúdo encontramos vários editoriais fotografados com top models como Iris Strubegger e Eniko Mihalik e, também, com modelos plus size. Encontramos, ainda, fotógrafos como Terry Richardson, Solve Sundsbo e ninguém mais, ninguém menos que Karl Lagerfeld, além de Stylists, como Mel Ottenberg, Nicola Formichetti e Andrew Richardson.

O resultado das imagens é tão encantador e fashion foward, que em determinado momento não enxergamos a diferença entre o corpo esquelético de Jacquelyn Jablonski e o curvilíneo de Crystal Renn, no editorial One Size Fits All, onde o mesmo look é vestido pelas duas (Imagens 5, 6, 7, 8, 9,10).

E para aqueles que pensam que o styling deve se manter conservador, engana-se. Como exemplo, temos o editorial Curves Ahead, onde o styling livre de Nicola Formichetti mostra muita pele e transforma as modelos em musas inspiradoras da beleza (Imagens 11, 12, 13).

Mas o melhor editorial da edição é V Love U Just The Way U R (Imagens 14, 15, 16), fotografado por Terry Tsiolis e com styling de Jay Massacret. No editorial podemos ver modelos de todos os tamanhos e ambos os sexos se misturarem com pessoas normais, cabelos, biótipos e sexos incomuns, de fato a própria celebração da liberdade de escolha. Sabemos, porém, que não funciona exatamente dessa maneira… Imagine o que aconteceria ao rapaz de saia com maxi paetês, blusa transparente e salto altíssimo (Imagem 17) ao sair nas ruas de São Paulo? Apesar de ser uma das imagens mais chics da edição, provavelmente não seria recebido com um sorriso nos lábios.

Você pode encontrar todas as prévias dos editoriais no link: http://models.com/v-magazine/v-size-index.html. Não deixe de conferir as peças que são usadas no editorial V Love U Just The Way U R. Enjoy!

Vídeo 1: 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: